X.ORG (XORG): Utilizando dois monitores com driver NVidia no Linux

Há pouco mais de 3 anos troquei meu desktop por um notebook para lazer e trabalho, e mais ou menos um ano atrás comprei um monitor para trabalhar.

Desde o primeiro momento fiquei pensando em como fazer meu notebook e sua placa de video NVidia 8400M trabalhar com a tela de 1440×900 do notebook juntamente com a tela de 1920×1080 do monitor, sem perda de perfomance.

Por quase um ano utilizei os dois em conjunto abrindo mão da aceleração de hardware (efeitos 3d, performance e etc), acreditando que esta era a única maneira. Qual era minha configuração? Eu usava o Xinerama do X.org, e neste caso, não há aceleração por hardware. Aliás, pelo que me parece é uma tecnologia abandonada e defasada.

Depois de várias pesquisas e tentativas, achei uma configuração ideal, trocando o Xinerama pelo Twinview e XRand. Agora tenho aceleração de hardware, detecção de resolução e não preciso me preocupar ao utilizar só a tela do notebook (antes precisava editar o xorg.conf para ajustar a resolução).

Para quem estiver na mesma situação, aqui está meu xorg.conf Continue lendo

Trabalhando com PHP 5.2 no OpenSUSE 11.2 (Downgrade do PHP 5.3 para 5.2)

No final de 2009 foi lançado a versão 11.2 do OpenSUSE, e como de costume para esta distro, todos os seus pacotes foram atualizados para a última (ou uma das últimas) versão estável. Isso aconteceu como PHP (que no lançamento estava na versão 5.3) como o MySQL (versão 5.1) dentre vários outros.

Acontece que quem trabalha com Drupal, Joomla! ou CakePHP (última  versão estável é a 1.2) deve aguardar ainda para poder utilizar a versão 5.3 do PHP, que incluí várias mudanças, caso contrário eles podem não funcionar ou apresentar vários avisos.

Pesquisando sobre o problema descobri que não há no repositório do OpenSUSE (os oficiais nem nos mais conhecidos) o PHP 5.2 disponível, então como fazer? Baixar o fonte e compila-lo? É uma saída, mas queria algo “OpenSUSU-like” (mais fácil).

Dando uma vasculhada no oráculo encontrei openSUSE 11.2: Downgrade PHP 5.3 to 5.2

Resolvi adaptar algumas coisas e funcionou perfeitamente, vamos lá aos passos com minhas modificações:

  1. Abra o Gerenciador de Software;
  2. Vá no menu “Configuração” -> “Repositórios”;
  3. Procure o repositório “Atualizações Para o OpenSUSE 11.2-0”, clique sobre ele e depois no botão editar, na parte inferior da janela;
  4. No campo “Diretório do Servidor” altere o “11.2” para “11.1” e então clique em OK; Na versão 11.1 o PHP está na versão 5.2
  5. Procure o repositório “OpenSUSE 11.2 OSS”, clique sobre ele e depois no botão editar; Este e o próximo passo são necessário caso você deseje fazer o downgrade do MySQL para versão 5.0 (eu recomendo isso para deixar tudo compatível, como era no OpenSUSE 11.1)
  6. No campo “Diretório do Servidor” altere o “11.2” para “11.1” e então clique em OK;
  7. Novamente clique em OK na listagem de repositórios;
  8. De volta a janela de gerenciamento de software, pesquise por PHP5, caso você já tenha instalado o PHP 5.3 aproveite agora para remover tudo relativo a ele, caso contrário selecione os pacotes que precisar e tenha certeza de marcar a versão correta (para mim foi 5.2.11). Verifique a versão de cada pacote clicando sobre ele e em seguida na aba “Versões” da janela, se houver mais de uma, marque a relativa ao PHP 5.2.x (onde x for o maior disponível);
  9. Agora, pesquise os pacotes relativos ao MySQL (utilize o termo “mysql” na caixa de busca);
  10. Você deve marcar as opções “libmysqlclient15”, “mysql” e “mysqlclient” conferindo se todos estão com a versão selecionada para 5.0.x (onde x é o maior número disponível);
  11. Clique agora em OK para instalar os pacotes, uma janela irá abrir informando a necessidade de instalar alguma dependência. Dê uma olhada se não há conflitos e clique em OK; Agora é só aguardar.
  12. Abra agora o “Repositórios de Software” e volte os repositórios para sua configuração original (trocando o 11.1 para 11.2), caso contrário não receberá as últimas atualizações dos outros softwares. Recomendo também que vá ao “Gerenciador de Software” e bloqueie os pacotes que instalou, para que o OpenSUSE não tente atualiza-los (os pacotes do PHP e MySQL);
  13. Depois de instalar os pacotes, reinicie seu Apache logando-se como root no terminal e executando o comando “rcapache2 restart”; Verifique se o PHP está funcionando corretamente. Deve estar;
  14. No OpenSUSE 11.2 o socket do MySQL mudou de endereço, mas como instalamos a versão antiga do MySQL não teremos essa alteração, porém alguns aplicativos (além do PHP) usam o MySQL (como o meu Amarok), então vamos criar um link simbólico onde deveria ser o endereço novo apontando para o antigo para que não haja problema, faremos isso como root;
  15. Crie o diretório que é padrão para o socket na versão 11.2 do OpenSUSE: mkdir /var/run/mysql
  16. Entre no diretório criado e crie o link simbólico para o socket: ln -s mysql.sock /var/lib/mysql/mysql.sock
  17. Reinicie seu OpenSUSE e bom proveito.

Caso tenha alguma dúvida deixe-a nos comentários. Se necessário tiro alguns screenshots para ilustrar melhor.

Novidades de janeiro

Como todo bom começo de ano, tivemos alguns laçamentos legais em Janeiro/2009. Primeiro a Microsoft liberou geral o download do Windows 7 Beta[en]. Depois o pessoal do KDE liberou a versão 4.2 do seu desktop.

Atualmente estou rodando o Win7 em uma máquina para trabalhar com gráficos (as vezes tenho de me arriscar) e o OpenSuSE 11.1 com KDE4.2 no meu note para trabalho e lazer. Ambos os sistemas possuem melhorias significantes tanto o desempenho quanto o a iteração com o usuário.

Como grande novidade do Win7 (além da performance realmente superior em relação ao Vista) eu citaria a barra de tarefas. Não sou usuário Mac mas já vi alguns argumentando que ela é realmente mais promissora que o Dock. De fato ela melhora e muito a forma que utilizamos o desktop, extremamente fácil e ágil para executar ações, organiza-se muito bem além de ter um visual bacana. Quem tiver a oportunidade de experimentar, faça-o. Só não esqueça que é uma versão de testes, não recomendado para uso no dia-a-dia.

Para o KDE 4.2  temos um visual novo para a barra de tarefas, uma nova área de notificações do sistema (funcionando muito bem), melhorias em vários aplicativos do desktop (kwrite, controle de energia, plasmas, sistema de indexação de arquivos, dolphin e vários outros). Algo que realmente melhorou foi o Plasma. Parece que estão conseguindo chegar ao planejado inicialmente. Outra coisa que pode levar bastante gente a finalmente querer testar o KDE 4 é a opção de utilizar um desktop clássico (sim, com atalhos na área de trabalho).

Além dos sistemas operacionais, também tivemos o laçamento da versão 1.3 da biblioteca JQuery. Também trazendo como sua grande novidade uma perfomance realmente superior a versão anterior (e a de seus concorrentes direto). Vale a pena atualizar sua biblioteca =]

Pois é, essas foram algumas coisas que andei “experimentando” neste último mês.

Vida pós-Vista

Depois de algum tempo tentando sair do Windows, mais especificamente, do Vista, estou conseguindo manter-me longe dele. Já havia feito várias incursões no mundo GNU/Linux, mas sempre me aparece algo forçando a usar a partição do Windows. Seja na hora de trabalhar ( como já havia dito, trabalho com Flash ), seja na hora do lazer ( também falei da minha Filmadora? pois é… ), mas cada dia que passo encontro um substituto, que se não há altura, quebra um galho.

Com relação ao Flash, passarei a utilizar o SDK do Flex, que é free e compatível com linux. Preciso me adaptar a isso. Com a filmadora, vou ter de continuar usando o Windows ( mas seu uso é bem exporádico ), já que não achei software para captura de video por USB, só FireWare. Para edição de filme, não consegui resolver a tempo, tive de recorrer ao Windows e ao Nero Vision, mas agora consegui criar algumas coisas usando o Kdenlive, tenho que aprender várias coisas, mas parece que ele vai servir “na medida” para meus propósitos. Fica aí a dica para quem não sabe um programa para edição e criação de videos no GNU/Linux, e mais especificamente no KDE: Kdenlive.

Bom, aos que interessam, estou atualmente utilizando o openSUSE como distribuição, anteriormente usei Gentoo, antes ainda o Slackware e minha primeira experiência foi com o SuSE v8.x

Diário de bordo

Tentando manter este espaço ativo, irei relatar minhas últimas atividades, e talvez as futuras.

Como comentei no post anterior, terminei a pouco o novo site para a Empresa de Análise Ambiental – Anambi, e como fiz a página utilizando o Adobe Flash e ActionScript2 ( não utilizei o ActionScript3 por conta do flashplayer ter de ser mais novo e reduzir o número de possíveis clientes ), os problemas que encontrei e como contornei. Acredito que será uma boa troca de experiência ( tem até uma parte de SEO, gostaria de saber se o que fiz é o melhor ou não ).

O PHPMS organizou o TestFest que havia comentado, e estive lá com a rapaziada. Foi divertido, apesar de não termos conseguido fazer muitos testes ( o sistema de testes é impressionante ), conseguimos discutir bastante sobre as funcionalidades do PHP 5.3. Tiramos algumas fotos e fiz um pequeno video, que estou upando para o YouTube neste exato momento. Se estiver interessado em ver, o enderço para as fotos é: http://www.flickr.com/photos/26464783@N02/ e para os videos veja em: http://br.youtube.com/phpms.

Por falar em video, trabalhar com video foi extremamente complicado pra mim. Como não tenho intenção nenhuma de mexer com esta área, não quero comprar nem aprender a usar programas complexos para edição de videos, e achar uma programa simples para isso é uma tarefa quase impossível, tanto no Windows quanto no Linux. Estou usando o openSUSE e o Windows Vista Business, e em ambos os sistemas tive muita dificuldade para conseguir fazer uma edição dos videos. Na verdade, no openSUSE eu nem consegui faze-lo. O programa simplesmente parava de responder toda vez que tentava adicionar um arquivo. Já no Windows eu tive de baixar o Nero e utilizar o Vision, já que o Movie Maker insistia em travar toda vez que tentava “compilar” o projeto.

Alguém aí já trabalhou com videos no Linux? Estou tentando abandonar o Windows de vez e uma das coisas que ainda me prende nele é descarregar minha filmadora ( uma Sony DCR-DVD, sem porta FireWare, que por acaso só tem driver para Windows ) e um programa para trabalhar com os videos descarregados. Alguem saberia um programa para fazer isso?