Novidades de janeiro

Como todo bom começo de ano, tivemos alguns laçamentos legais em Janeiro/2009. Primeiro a Microsoft liberou geral o download do Windows 7 Beta[en]. Depois o pessoal do KDE liberou a versão 4.2 do seu desktop.

Atualmente estou rodando o Win7 em uma máquina para trabalhar com gráficos (as vezes tenho de me arriscar) e o OpenSuSE 11.1 com KDE4.2 no meu note para trabalho e lazer. Ambos os sistemas possuem melhorias significantes tanto o desempenho quanto o a iteração com o usuário.

Como grande novidade do Win7 (além da performance realmente superior em relação ao Vista) eu citaria a barra de tarefas. Não sou usuário Mac mas já vi alguns argumentando que ela é realmente mais promissora que o Dock. De fato ela melhora e muito a forma que utilizamos o desktop, extremamente fácil e ágil para executar ações, organiza-se muito bem além de ter um visual bacana. Quem tiver a oportunidade de experimentar, faça-o. Só não esqueça que é uma versão de testes, não recomendado para uso no dia-a-dia.

Para o KDE 4.2  temos um visual novo para a barra de tarefas, uma nova área de notificações do sistema (funcionando muito bem), melhorias em vários aplicativos do desktop (kwrite, controle de energia, plasmas, sistema de indexação de arquivos, dolphin e vários outros). Algo que realmente melhorou foi o Plasma. Parece que estão conseguindo chegar ao planejado inicialmente. Outra coisa que pode levar bastante gente a finalmente querer testar o KDE 4 é a opção de utilizar um desktop clássico (sim, com atalhos na área de trabalho).

Além dos sistemas operacionais, também tivemos o laçamento da versão 1.3 da biblioteca JQuery. Também trazendo como sua grande novidade uma perfomance realmente superior a versão anterior (e a de seus concorrentes direto). Vale a pena atualizar sua biblioteca =]

Pois é, essas foram algumas coisas que andei “experimentando” neste último mês.

Vida pós-Vista

Depois de algum tempo tentando sair do Windows, mais especificamente, do Vista, estou conseguindo manter-me longe dele. Já havia feito várias incursões no mundo GNU/Linux, mas sempre me aparece algo forçando a usar a partição do Windows. Seja na hora de trabalhar ( como já havia dito, trabalho com Flash ), seja na hora do lazer ( também falei da minha Filmadora? pois é… ), mas cada dia que passo encontro um substituto, que se não há altura, quebra um galho.

Com relação ao Flash, passarei a utilizar o SDK do Flex, que é free e compatível com linux. Preciso me adaptar a isso. Com a filmadora, vou ter de continuar usando o Windows ( mas seu uso é bem exporádico ), já que não achei software para captura de video por USB, só FireWare. Para edição de filme, não consegui resolver a tempo, tive de recorrer ao Windows e ao Nero Vision, mas agora consegui criar algumas coisas usando o Kdenlive, tenho que aprender várias coisas, mas parece que ele vai servir “na medida” para meus propósitos. Fica aí a dica para quem não sabe um programa para edição e criação de videos no GNU/Linux, e mais especificamente no KDE: Kdenlive.

Bom, aos que interessam, estou atualmente utilizando o openSUSE como distribuição, anteriormente usei Gentoo, antes ainda o Slackware e minha primeira experiência foi com o SuSE v8.x